Muhammad e a Profecia

           Muhammad (570 – 632 d.C.) nasceu em uma família pertencente ao clã de Hashim da tribo de Quraish. O pai ‘Abdallah morreu antes de seu nascimento e sua educação fica a cargo de seu tio Abu Talib, cujo filho ‘Ali foi o companheiro do Profeta, seu primo e depois seu genro. 

         Éprvável que Muhammad tenha se dedicado ao comércio e talvez tivesse realizado algumas viagens. Por volta dos vinte e cinco anos casou-se com Khadija, uma viúva de muitas posses que teve papel decisivo em sua vida, apoiando-o nos momentos mais difíceis que se seguiram a partir das revelações, tornando-se a primeira adepta às revelações do Profeta.

            Aproximadamente aos quarenta anos de idade, Muhammad começou a ter visões e revelações durante meditações que costumava realizar em grutas próximas a Meca. Conta a tradição que o anjo apareceu a ele e lhe disse: "Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso. Recita, em nome do teu Senhor que criou o ser humano a partir de uma célula. Recita, pois teu Senhor é generosíssimo e, por meio do cálamo, ensinou ao ser  humano tudo o que este não sabia (Surata 96)".

            O caminho indicado pelo Profeta, assim, havia dado aos árabes uma unidade  que, talvez, latente no seio do povo, só foi possível após a crença de que o testamento escrito pelo próprio Deus, em árabe, era o selo da unidade e o guia da verdade, assim como o fôra anteriormente para judeus e cristãos.