Os Omíadas

               

               A dinastia Omíada dirigiu o mundo muçulmano de 661 a 750 d.C.. Mu‘awiya, seu fundador, centralizou o poder e transferiu a capital política para Damasco na Síria. Após o califado de Mu‘awiya (661 a 681 d.C.),  a dinastia omíada governou por mais 70 anos através de nove sucessores em meio a extremas agitações.

               A segunda fase da expansão muçulmana se deu nos períodos de certa calma interna do califado Omíada. As expedições tiveram três direções: Constantinopla e Asia Menor; norte da África e Espanha; e Asia Central. Nesse período vários foram os cercos à capital do Império bizantino – Constantinopla –, mas esta resistiu e iria cair somente sete séculos mais tarde com a invasão dos turcos.

                Na direção da Ásia Central, avançaram ao nordeste do Irã, atingiram o rio Indo, em 713 d.C. chegando ao centro budista de Multan que por algum tempo foi o ponto mais avançado do Islam na Índia.

            No último reinado de ‘Abd al-Malik houve um período de esplendor que antecedeu os anos finais de anarquia entre 744 e 750 d.C., e terminou com a queda da dinastia Omíada.