Aristóteles

               O eixo principal sobre o qual orbitaram os principais temas da falsafa iniciou-se com a introdução dos temas trazidos por Aristóteles. A sua imagem no mundo muçulmano medieval é a do “Filósofo” por excelência em relação ao qual todo pensamento se define: tanto o filosófico puro como o científico.

              Não obstante o rigor com que foram feitas as traduções, textos atribuídos equivocadamente a Aristóteles, fizeram com que "Aristutalis" em árabe tivesse um caráter neoplatônico, principalmente devido à obra Teologia de Aristóteles, extratos parafraseados de autor desconhecido baseado nas Enéadas de Plotino, trazendo doutrinas que o próprio Aristóteles não enunciou em nenhuma de suas obras.

          O que poderia parecer um equívoco histórico da entrada de elementos da filosofia de Plotino sob o nome de Aristóteles, acabou se conformando num dos pilares centrais da construção dos sistemas de Al-Farabi e de Avicena.

          Aristóteles ficou conhecido entre os árabes como o Primeiro Mestre e sob seu nome figurou grande parte das obras e dos comentários feitos pelos filósofos de língua árabe, os falasifa. Ressalte-se ainda que o pensamento de Aristóteles influenciou, também, poetas, filólogos, gramáticos e juristas árabes.

          As obras de Aristóteles foram traduzidas integralmente, talvez com exceção de A Política, ou diretamente do grego ou por intermédio do siríaco. Todas essas traduções árabes chegaram ate nós.